REQUERIMENTO Nº 48/2016

O Vereador que este subscreve, com apoio regimental, após aprovação pelo colendo Plenário, e considerando a reportagem do Jornal das Gerais, na página 2 da edição da 2ª quinzena de novembro de 2016, intitulada “Vergonha para a Prefeitura”, requer que sejam solicitadas ao Excelentíssimo Senhor Prefeito Municipal Ronaldo Tomé do Couto as seguintes informações:

a) Que providências práticas foram tomadas pelo Poder Executivo Municipal para viabilizar a reforma da ponte do Bairro dos Minicos antes de sua queda e por que esta reforma não foi realizada.
b) Se o Poder Executivo Municipal irá reembolsar os moradores do Bairro dos Minicos que empregaram material e mão de obra particulares para reconstrução da ponte que caiu naquele bairro.
c) Se o Poder Executivo Municipal indenizará o motorista e/ou proprietário do caminhão que passava pela ponte carregado com areia no momento da queda.

JUSTIFICATIVA

Segundo a reportagem do jornal, os moradores reivindicam melhorias na referida ponte há quatro anos e após a queda esperaram mais de três semanas pelas providências do Poder Executivo até que se cansaram de tanto tempo perdido com longos desvios para escoar a produção agrícola, além da falta de transporte escolar, e fizeram por conta própria o que é obrigação do Município, pois a ponte está localizada em estrada pública, sendo de uso comum, e os moradores, como cidadãos do município já recolhem seus impostos e contribuem com a economia local e não podem ser penalizados pela ineficiência do Poder Executivo Municipal nessa questão. Os moradores merecem uma resposta e uma compensação pelos danos sofridos, lembrando que, como bem disse a reportagem: “Por sorte, ninguém se feriu, mas o veículo ficou bastante comprometido” e “Somando material e serviço, segundo os voluntários, a obra custou cerca de R$ 4 mil reais. E com essa somatória, que é muito para pessoas humildes, mas pouco para uma Prefeitura, fizeram o que a administração pública não pôde: garantir o acesso digno e seguro para quem precisa passar por ali”.

Plenário Joaquim Antonio da Silva, em 28 de novembro de 2016.

José Afonso Dias
Vereador